Geri-gáto-ricos (algumas condições de gatos idosos)

Os nossos gatos estão cada vez a viver durante mais tempo. Inevitavelmente, estamos a observar doenças de gatos idosos com mais frequência.

Hoje, vamos examinar 3 das doenças mais comuns – osteoartrite, insuficiência renal crónica (IRC), hipertensão.

Osteoartrite – Da mesma maneira que cães e humanos, gatos também podem sofrer com artrite. Há uma grande diferença – gatos têm tendência para esconder as dores e rigidez. Como é normal ir passear com o cão – é fácil ver mudanças no comportamento (coxear, dificuldade de se levantar, ficar para trás). Os sintomas em gatos são mais subtis: o pêlo nas costas começa a ficar encaroçado, devido ao gato não se limpar, provocado por falta de flexibilidade; as zonas ‘preferidas’ para dormir migram para sítios mais próximos do chão – isto na verdade, porque o pobre gato já não consegue saltar, por causa da artrite nos joelhos/ ancas/ costas.

Um dono atento pode observar que o gato hesita quando tem de saltar para o chão – isto porque os cotovelos estão a doer, e o processo de aterragem é um choque para a área afectada.

Frequentemente, assumimos que “o gato está velho”. Mas muitas vezes a verdade é “as minhas pernas doem”.

Há muito que podemos fazer por estes gatos idosos com artrite:

  • Se o seu gato estiver gordo, perda de peso reduzirá a fatiga (o stress) nas pernas
  • Provenir algo que ajude o gato a subir ao seu sítio favorito para dormir
  • Nos invernos Portugueses húmidos, um saco de água quente, ou uma placa térmica ajudará a abrandar as dores nas articulações afectadas
  • Em casos ligeiros o uso de suplementos de alta qualidade podem ajudar as articulações (é de lembrar que você recebe o que você paga, neste caso há muitos suplementos baratos que não funcionam) procure cloridrato (não sulfato) de glucosamina, e sulfato de condroitina
  • Medicamentos veterinários para gatos, antiinflamatórios e analgésicos, já existem no mercado há mais de 15 anos. São muito eficazes, e seguros para uso durante longo prazo. Alguns deles são excretados quase totalmente pelo intestino, fazendo estes seguros também para gatos com IRC (controlada)

Insuficiência Renal Crónica – cerca de 10% da população de gatos idosos (>7 anos) têm um grau de insuficiência renal. A função dos rins é fazer urina – água, mais os subprodutos da digestão de proteína (urea e creatinina). Quando os rins não funcionam corretamente, o nível dos subprodutos aumenta no corpo do seu gato, fazendo com que o seu gato se sinta mal e sem apetite.

Muita urina é produzida, resultando em desidratação irrespetivamente da quantidade de água que bebem. Outro problema é a perda de proteína pela urina que devia de ficar no sangue, causando perda de peso. São os rins que transmitem informação á medula para que produza novas células vermelhas. Quando os rins não funcionam, o resultado é anemia progressiva.

Uma cominação de testes de sangue e urina são precisos para verificar se quaisquer níveis elevados de subprodutos no sangue são acompanhados por urina diluída. Analisar um sem o outro poderá obter resultados errados; porque há muitos outros motivos que levam a ter urea e creatinina elevadas. Há também outras doenças que podem mudar o apetite e sede do seu gato, incluindo problemas com a glândula tiróide, diabetes, dor de dentes, doenças do fígado, e alguns tipos de cancro.

Infelizmente, só ao fim de perder 66% do funcionalidade dos rins é que notamos anomalias com análises tradicionais de sangue, e 75% para notar mudança de comportamento do seu gato. Há 2 anos atrás, uma nova análise de sangue foi lançada, que indica quando há uma perca de 50% de função. Mudar a dieta, para uma desenhada para gatos com problemas renais, cedo no progresso da doença, pode resultar numa vida mais longa e com mais qualidade, para o seu gato. Mesmo antes de um diagnóstico de IRC, oferecer uma dieta de boa qualidade para gatos idosos ajudará – um nível reduzido, de alta qualidade de proteina, reduz o nível de stress nos rins, oferecendo nutrição ao gato.

Há comprimidos muito eficazes, que prolongam a função dos rins. Suplementos que aumentam o nível de potássio (que pode estar muito baixo) também ajudam com o apetite.

Alguns gatos com problemas renais, e também outros sem estes problemas, desenvolvem hipertensão. É normalmente muito fácil verificar a pressão arterial de um gato – o manguito de pressão arterial (versão pequena para animais) é aplicado na cauda do gato! A maior parte dos gatos, incluindo os maldispostos, permitem este tipo de ação….. sem tratamento, hipertensão pode provocar cegueira e trombose.

Faça um favor ao seu gato – leve-o ao veterinário, pelo menos uma vez anualmente, para um check-up total – verificar o peso, examinação fiscal, etc. Mesmo que não gostem da viagem, no final vão agradecer.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close